ESET identifica ataque a usuários brasileiros que criptografa arquivos do computador e exige o resgate por BitCoins

Os especialistas do laboratório de investigação da ESET América Latina – empresa líder em detecção proativa de ameaças – acabam de identificar um novo ataque a usuários brasileiros. Trata-se de um malware que criptografa os arquivos, documento e imagens do computador infectado e exige o pagamento de BitCoins para que o usuário volte a ter acesso aos arquivos criptografados. A ESET estima que, desde o surgimento do ataque, em 20 de março, mais de 15 mil usuários em mais de 50 países foram afetados.

O ataque é disseminado por meio de um e-mail com um arquivo anexado que simula uma imagem. Quando o internauta clica para abrir essa imagem, faz o download automático de um arquivo e, no momento em que abre o arquivo, baixa uma ameaça que invade as proteções do sistema para executar outro processo, que o conectará a uma URL que descarrega uma segunda ameaça. Esta última é um Ransomware, conhecido como FileCoder que, por sua vez, é executado automaticamente e logo cria uma senha e criptografa para os arquivos do computador infectado.

Para poder obter a chave de acesso para descriptografar os dados, os cibercriminosos dão um prazo de um mês e o custo do resgaste aumenta à medida que passa o tempo. Para isso, o usuário do computador infectado recebe um pedido de resgate, no qual estão as instruções sobre como a vítima pode recuperar os arquivos.

Quanto o malware finaliza a criptografia dos dados, abre um navegador e direciona a vítima a um site na DeepWeb, com os passo para seguir para pagar um valor em BitCoins para recuperar as informações. Durante as pesquisas da ESET, identificou-se que os cibercriminosos pediam o montante inicial de US$ 1.000,00, o equivalente a 1,92 BitCoins.

Se o usuário realmente quiser recuperar seus arquivos – caso não tenha um backup ou as informações sejam críticas ou confidenciais – deverá adquirir os BitCoins e realizar a transferência. Para pagar o resgate, a vítima tem de acessar uma rede TOR, já que o domínio no qual se encontra o painel para realizar o pagamento corresponde a um domínio .onion.

“Esse tipo de ameaça serve para reforçar o quanto é importante os usuários fazerem o backup periódico dos documentos no computador”, afirma Camillo Di Jorge, Country Manager da ESET Brasil. “Também é importante ressaltar que os internautas só devem baixar ou executar arquivos de e-mails que sejam seguros. Para isso, deve-se instalar uma solução de segurança no computador que faça essa análise”, complementa.


A música de PI


Um astronauta fica cego no espaço e como superar medo e perigo

Uma ótima apresentação do TED com CHrsi Hadfield, astronauta canadense, que compartilha sua história. Ele ficou momentaneamente cego ao fazer uma caminhada espacial. Ele faz um paralelo com os medos e os perigoso que criamos nas nossas mentes. Ele também conta como é todo o processo de sair e voltar à terra utilizando o ônibus espacial e a nave Soyuz dos russos. Simplesmente fascinante.

Separe 20 minutos para assistir o vídeo abaixo.


Quem são os seguidores de empresas de tecnologia?

O infográfico acima é uma compilação dos dados que a BM (Burson-Marsteller) juntou nos slides da apresentação sobre o estudo de seguidores de empresas de tecnologia no mundo.

Alguns dados não são surpresa, como a maioria ser jovem e do sexo masculino. Surpreende porém que Londres apareça como a cidade com mais seguidores de tecnologia e não San Francisco.

O estudo vai além e também analisa o setor automotivo, que tem na média mais seguidores do que as empresas de tecnologia. Quantidade de seguidores masculinos é ainda maior, mas a idade destes seguidores é mais alta que as das empresas de tecnologia.

Você pode ver o estudo que ainda contempla o setor de energia, financeiro, saúde, telecomunicações, varejo, mas incrivelmente não abordo entretenimento.

Usuários do Twitter que seguem as 100 maiores empresas do mundo são mais conectados e influentes, apontou o Estudo Global B-M ”Twitter Influence”, pesquisa mundial da Burson-Marsteller que traçou o perfil dos seguidores de grandes corporações.  O estudo é uma sequência da Twiplomacy, que analisou a influência e o alcance de líderes globais no Twitter. A análise completa, em português, está disponível no endereço http://bur.sn/uUExb.

O estudo foi produzido pela Burson-Marsteller, empresa global líder em relações públicas, em parceria com a StatSocial, plataforma de análise de mídias sociais, e estudou os mais de quatro milhões de seguidores das 100 maiores empresas do ranking da Fortune.  Foi identificado que os seguidores de grandes empresas têm, em média, 735 conexões em seus canais de mídias sociais, contra 300 da média geral.

Dados demográficos apontaram que:

·         68% dos seguidores das grandes empresas são homens;

·         44% têm entre 23 e 35 anos;

As 100 empresas pesquisadas foram, ainda, divididas em sete indústrias: automotiva, energia, financeira, saúde, varejo, tecnologia e telecomunicações, para determinar o perfil dos grupos interessados em cada um desses setores. Seguidores de empresas nos segmentos automotivo e de tecnologia são os grupos mais influentes do Twitter: têm um alcance 1.364 e 1.239 vezes maior do que a média dos usuários, respectivamente.

É possível, ainda, identificar os temas que interessam aos públicos de cada indústria: seguidores de empresas do setor financeiro, por exemplo, tendem a gostar de temas relacionados a política, viagens, gastronomia e negócios, entre outros, enquanto entre seguidores de empresas de energia destaca-se o interesse por carros, ciência, tecnologia e esportes.

“Esse estudo lança um olhar sobre as audiências de cada segmento, permitindo o desenvolvimento de estratégias de engajamento mais eficientes. É fundamental conhecer sua plataforma de seguidores para estabelecer diálogo”, afirma Rogério Gonçalves, estrategista de mídias digitais da Burson-Marsteller Brasil. “Conhecendo os valores, os interesses das pessoas, é possível contar histórias que realmente aproximem o público das empresas”, completou.

Cely Carmo Giraldes, estrategista digital da Burson-Marsteller na América Latina, comentou que a presença no Twitter permite às empresas alcançar uma audiência cada vez mais extensa: “com foco em storytelling, diálogo com os seguidores e amplificação paga, é possível atrair cada vez mais seguidores influentes e otimizar o uso da plataforma para o bem da marca”, afirmou.


Vídeo Patrocinado: Asus FonePad está te chamando


 

Eu montava micros com placas mãe Asus na época que eu era usuário de PC+Windows. Faz quase 10 anos que desfruto dos produtos do pomar e parei de acompanhar os produtos da Asus, então fiquei surpreso ao saber que a marca diversificou sua oferta de produtos e agora também oferece tablets. 

Já faz algum tempo que algumas empresas passaram a oferecer tablets menores e smartphones maiores. Em algum momento estes dois produtos se fundiram criando uma nova categoria de produtos, os phablet. Esta palavra estranha é o casamento entre as palavras Phone e Tablet, mas o produto que ela define não tem nada de estranho. 

A maioria dos profissionais que eu conheço anda com um tablet a tira colo para realizar anotações, acessar sistemas ou realizar pesquisas. E TODOS tem um smartphone. Andar com dois dispositivos é bom, pois você pode fazer mais de uma coisa e ver duas telas ao mesmo tempo, mas tem o revés de ter que carregar dois dispositivos, dois carregadores etc…

Fonepad

A Asus tem o Fonepad Asus 7 que é um tablet de sete polegadas que também funciona como telefone. Para fazer bem as funções de multitarefa adotou um processador Atom da INTEL e as coisas interessantes não para por ai.

 

Me chamou também a atenção que este Fonepad tem rede WIFI 802.11n além de dois alto falantes frontais. Se você tem um iPad ou se já usou um, sabe que ele tem apenas um alto falante e para escutar melhor o som, precisa fazer uma conchinha com a mão para redirecionar o som na sua direção. O Fonepad tem ainda sensor de sala e sensor de gravidade. Estou louco para saber mais a respeito, mas estes não são os únicos sensores que ele tem.

O Fonepad roda Android, tem resolução de 1280×720 com 216 ppi de densidade de pixel. Capacidade interna de armazenamento em três tamanhos: 8, 16 e 32 GB, mas tem como carregar mais 64GB através de um cartão de memória. GPS, A-GPS e GLONASS são os sistemas para posicionamento global e bateria tem capacidade para até 10 horas de uso. E tudo isto em apenas 328 gramas.

Para ver mais vídeos da Asus, pode fazê-lo no YouTube. Aliás, confira abaixo os bastidores do vídeo da campanha de divulgação. Achei divertido.

O artigo, apesar de patrocinado pela Intel e Asus, contém texto original produzido por mim sem qualquer interferência dos patrocinadores. O vídeo no começo do artigo é patrocinado também.


Rumores sobre iPhone 6 começam a se espalhar pela web

A Apple está tornando o cenário tecnológico clichê: mal um smartphone da maçã é lançado, que começam os rumores sobre o lançamento do seu sucessor. Neste caso, há muitas especulações pela web sobre o Iphone 6. Vídeos e imagens de protótipos feitos por fãs circulam por aí, mas nada oficial foi confirmado pela empresa da Califórnia, muito menos foi confirmada uma data de lançamento deste próximo gadget.

Assim, neste post, compilamos os principais fatos sobre o Iphone 6 que já saíram na mídia, elencando, inclusive, imagens e vídeos do que seria o equipamento ideal para os fãs.

As novidades não confirmadas sobre o iPhone 6

Segundo informações de sites especializados, o iPhone 6 é a tecnologia mais recente da Apple e, talvez, o lançamento oficial do produto aconteça ainda este semestre. O smartphone da marca teria como sistema operacional o iOS 7 e dentre os seus principais diferenciais seriam a tela de quatro polegadas e câmera de 13 megapixels.

Contudo, projetos de designers espalhados pelo mundo vão além das especulações. Este projeto, por exemplo, é muito avançado. Além de contar com tela de 4.9 polegadas, o produto vem com o novo sistema operacional (iOS 8), câmera de 10 megapixels e sensor de ID Touch.

Já este outro modelo de iPhone 6 conta com o sistema operacional recém lançado, o iOS 7, e o conceito deste projeto é baseado em elementos que unem design e funcionalidades, dentre eles podemos destacar a câmera 3D (algo muito avançado para o conceito minimalista da Apple), o incrível carregamento de bateria sem fio e os display de 4,8 polegadas.

Pelo que percebemos nos exemplos anteriores, o iPhone 6 terá um design minimalista e não provocará impacto visual ao primeiro momento, até mesmo porque já conhecemos de longa data o design típico da Apple. Porém, os elementos que se destacam são mais ligados à qualidade da câmera e o sistema operacional utilizado. Contudo, o projeto abaixo se difere dos protótipos apresentados por chegar aos limites da espessura de um smartphone. Com este design, fica difícil acreditar que caiba tanta tecnologia em um produto só.

Outros rumores apontam que o iPhone 6 viria acompanhado de um smartwatch, o relógio inteligente da Apple, o iWatch, que concorre lado a lado com outros gadgets parecidos da Samsung e do Google. Quanto ao aplicativos contidos no novo iPhone estariam presentes mais quatro novos, que segundo o site CanalTech, seriam elas a: Preview, TextEdit (edição de texto e imagem), Tips (agregador de dados) e Healthbook (monitoramento da saúde, com a ajuda do iWatch). Outra novidade do iPhone 6 é que ele poderia contar com sensores para identificar a temperatura, umidade e pressão do ar.

Bom, e você, está ansioso para conhecer mais um lançamento da Apple.

Fonte: FastCom

Imagens: Reprodução vídeo


Golpe online que usa informações da Copa do Mundo para roubar dados de brasileiros

Os pesquisadores do laboratório da ESET América Latina, fornecedora de soluções para segurança da informação, identificaram um novo golpe virtual que está afetando internautas brasileiros. Na ação, os cibercriminosos utilizam um e-mail falso (imagem abaixo) no qual sugerem que o usuário participe de um suposto concurso para assistir aos jogos da Copa do Mundo de 2014, realizado por uma grande empresa de tecnologia. A mensagem solicita que o usuário cadastre-se para ser um dos dois mil torcedores premiados.

Image001

Ao clicar no suposto link para a promoção, o usuário é levado a uma nova página para se cadastrar. Nela, o internauta tem de preencher dados cadastrais, incluindo informações bancárias, conforme imagem a seguir.

Falsa tela de cadastro

Image002

Na prática, todas as informações bancárias são enviadas para o cibercriminoso, que passa a utilizar esses dados para praticar crimes virtuais.

Código fonte da tela de cadastramento apresentando o phising

Image003

É importante ressaltar que a empresa de tecnologia citada no falso e-mail está promovendo um sorteio real, no qual oferece dois mil ingressos para a Copa do Mundo, o que tem confundido os internautas.

“Esse golpe serve de alerta para os usuários. Com a aproximação da Copa do Mundo e o interesse das pessoas em obter ingressos virtuais, deve ocorrer um aumento no número de golpes online que utilizam o tema da Copa para roubar dados dos internautas”, afirma Camillo Di Jorge, Country Manager da ESET Brasil. “A nossa recomendação é que as pessoas só acessem links de e-mails confiáveis, nunca divulguem dados pessoais ou bancários sem ter total certeza do destinatário e sempre verifiquem se estão acessando sites seguros – que comecem por endereços com HTTPS://. Além disso, é importante ter uma solução proativa de segurança instalada no computador e dispositivo móvel e mantê-la sempre atualizada”, complementa.


Switch to our mobile site