Trocando a pasta do OneDrive for Business no Mac

Atenção. Este artigo faz referencia apenas ao OneDrive for Business e não ao OneDrive para uso pessoal.

Pois bem, tudo começou num belo dia quando o meu Mac resolveu dar problema com a porta ethernet. Não vou entrar no detalhes do problema que o meu Mac deu, pois não é o foco deste artigo. Digo apenas que a resolução foi a reinstalação do zero do OS X e um novo começo. Com todo começo, vem a árdua tarefa de reconfigurar todos os programas que eu tinha instalado.

Tudo foi bem até eu chegar ao OneDrive for Business. Eu usava o Sharefile para sincronização de arquivos do trabalho e com a mudança, resolvi aproveitar o marco zero e avaliar a alternativa que o OneDrive oferece.

A primeira coisa que fiz foi configurar o OneDrive para minha conta pessoal. Aliás, a primeira coisa de verdade que fiz foi fazer o download do cliente OneDrive da AppStore da Apple. 😉 Uma vez a minha conta pessoal configurada, me deparei com um problema. Como habilitar a conta para uso corporativo?

Fui ao Google que me apontou para uma página da Microsoft e pasmem, tive que rodar um comando no Terminal. Uma vez executado o comando, consegui me autenticar com a minha empresa apenas para descobrir apenas o próximo problema.

O Tenant no Office 365 para a empresa para a qual trabalho tem caracteres especiais e o cliente do OneDrive para o Mac converteu estes caracteres para uma sequencia de caracteres e números. Se isto não fosse suficiente o nome do Tenant é enorme, pois é a razão social da empresa. Não vejo nenhum mal nisto, mas nome fantasia iria bem melhor e o suporte a caracteres latinos também vai muito bem, mas não implementaram, né Microsoft? :-(

Como o nome do Tenant é usado para criar a pasta de sincronização tive problemas na sincronização. O caminho passou a ser longo demais. E agora?

Agora era hora de mexer nas entranhas do OneDrive e mudar a configuração manualmente, afinal, pela interface do cliente não é possível fazer nenhuma alteração mais avançada. Fui ao Finder e pedi para pesquisar no meu Mac qualquer arquivos de nome OneDrive. Encontrei um arquivo de extensão .plist que era exatamente o arquivo de configuração que eu precisava para fazer merda, ou melhor, alterar a configuração sem apoio de nenhuma documentação oficial. 😉

O nome do arquivo termina com “OneDriveSyncCLientSuite.plist”. No seu começo ele tem uma código. Isto pode te ajudar a encontrar o arquivo mais facilmente no seu Mac.

Uma vez o arquivo encontrado, hora de entender o seu funcionamento. Ele é um XML bem claro de entender. E só vale editá-lo após a configuração inicial do OneDrive concluída e com o cliente fechado. Ele contém as configurações para a conta pessoal e corporativa.

Os itens que alterei para modificar o local da pasta, ou melhor, renomear a pasta são os seguintes:

Achei o texto abaixo dentro da parte do arquivo que diz “<key>AccountInfo_Business1</key>”.

“<key>SandboxBookmarks</key>
<dict>”

A linha seguinte deve contar o caminho e nome de pasta criada pelo OneDrive for Business. Eu alterei a parte final para algo mais curto e sem qualquer caractere especial. Note, mudei apenas o que aparece após o traço. Antes era “OneDrive – Nome da empresa com acentos”, depois passou a ser “OneDrive – SIGLADAEMPRESA”.

Em seguida, achei o texto “<key>TenantDisplayName</key>” e na linha seguinte alterei o nome do tenant para o mesmo texto da alteração anterior.

A ultima alteração que fiz foi após o texto ”<key>UserFolder</key>”.

Antes era “<string>file:///Users/loginnomac/OneDrive%20-%20NOME%20LONGO/</string>”

Passou a ser “<string>file:///Users/loginnomac/OneDrive%20-%20SIGLADAEMPRESA/</string>”

Configurações feitas, hora de iniciar o OneDrive novamente. Para minha surpresa ele não encontrou o caminho da pasta que eu indiquei, ainda que eu tenha criado a pasta, mas após indicar pelo assistente de configuração do OneDrive o mesmo local definido nas alterações que fiz no arquivo, o OneDrive passou a usar o nome do Tenant curto que indiquei e a mágica estava feita.

Espero que este relato ajude aos poucos usuários de OneDrive for Business que utilizam Mac e precisam alterar o nome da pasta. 😉


Como limpar marinas e águas calmas?

Este projeto é fantástico. Uma maneira simples e fácil para limpar as águas de marina é utilizar o Seabin. 

Sua operação é simples e manutenção também. Será que funcionaria para limpar parte da baia de Guanabara? Claro que a despoluição é muito mais do que retirar o lixo flutuante, mas pelo menos é um começo.

Veja mais a respeito do projeto no site oficial.


Como é a residência nos ares da Etihad

A passagem custa 32 mil dólares, mas isto quer dizer que ao invés de ter uma poltrona no avião, você tem direito a uma “residência” com três cômodos. E tem direito até banheiro com chuveiro e uma cama.

E aí? Está pronto para gastar seu 13º salário? 😉


Um drone que voa e que também mergulha na água

Quantas pessoas perderam seus drones por falhas técnicas ou falta de habilidade quando eles mergulharam das alturas nas profundezas das águas? Pois então, talvez, no futuro, drones poderão entrar na água e sair dela com facilidade.

O vídeo abaixo é da Universidade de Rutgers. Pesquisadores conseguiram criar o “Naviator” que é um drone capaz de voar e também se adaptar a densidade da água e assim se deslocar quando submerso.


Mochila Voadora

O sonho de voar com uma mochila está próximo. Ao invés de usar a tecnologia do século passado onde se utilizava propelente como em foguetes, agora você pode usar mini turbinas. A autonomia continua pequena, mas, cara, mochila voadora!!!!

Para saber mais, acesse o site da JetPack Aviation.

O do video é o JB-9. O JB-10 já está em desenvolvimento e deve ultrapassar os 10 minutos de autonomia e atingir mais de 10 mil pés de altura.


Como varrer o quintal usando um drone

O título contém spoilers. #fail


Escova de dente sob o microscópio