Países desenvolvidos estão atrás dos emergentes no uso de TV conectadas à internet




Compare preçosSmarTV, Samsung, LG, Philips, Sharp, Sony, TV.

NewImage

Telespectadores de países como China, Coréia do Sul, Brasil e Índia exploram melhor as oportunidades oferecidas pela televisão conectada à internet quando comparados aos de países como Reino Unido, Estados Unidos e Alemanha. A constatação foi feita a partir de um estudo realizado em treze países pela GfK, quarta maior empresa de pesquisa do mundo.

Uma das conclusões é que os consumidores em países desenvolvidos estão presos a uma mentalidade ‘analógica’, enquanto telespectadores em mercados emergentes estão mais inclinados a abraçar os recursos digitais da TV conectada, Smart TV.

A pesquisa mostra ainda que uma proporção muito maior de chineses, coreanos e indianos usou as funcionalidades da Smart TV nos últimos meses, na comparação com consumidores dos mercados ocidentais, conforme tabela abaixo.

Uso de TV Conectada

China

44%

Coréia do Sul

18%

Índia

17%

Brasil

14%

Turquia

13%

Reino Unido

11%

EUA

11%

México

11%

Espanha

8%

Alemanha

8%

Bélgica

6%

Rússia

5%

Holanda

5%

Emissoras em alerta

O estudo da GfK demonstra também que a ‘TV social’  (‘Social TV’) ainda precisa decolar totalmente.

“Nossas conclusões sugerem que as emissoras precisam integrar seus elementos sociais de uma forma muito mais atraente na estrutura dos programas, de modo a atrair a interação do telespectador”, ressalta o especialista no setor da GfK, Richard Preedy.

Na análise global, apenas 28% dos telespectadores disseram achar que programas com os quais podem interagir são mais interessantes de ver. Apenas 25% acharam que tuitar e comentar sobre os programas reforçam a sua experiência.

Telespectadores em países como China, Índia e Brasil são mais motivados por programas com que possam interagir do que aqueles de mercados como o Reino Unido, Estados Unidos e Alemanha.  Concordaram com a afirmação ‘Programas com que eu posso interagir são muito mais interessantes de assistir’: 61% dos chineses, 59% dos indianos e 42% dos brasileiros, contra 18% dos norte-americanos, 16% dos moradores do Reino Unido e 15% dos alemães.

Em todos os mercados, na compra de uma TV nova, a capacidade de conectar-se à internet é menos importante do que o preço, tamanho da tela e tecnologia de display. Os mercados desenvolvidos são mais indiferentes do que os emergentes: apenas 26% dos consumidores do Reino Unido e 29% dos que vivem nos Estados Unidos afirmam que buscam por um aparelho habilitado à rede, comparados a 61% na Índia e 64% na China.

Sobre o Autor 

Sou empreendedor, apaixonado por tecnologia, formado em Engenharia de Computação, Analista de Sistemas de cargo e Analista de Tecnologia de prática. Não satisfeito com isto tudo, sou programador em PHP/WordPress nos finais de semana, fotógrafo amador e um curioso em geral. Blogueiro nas horas vagas (dia de 36 horas) quanto o assunto é tecnologia e carros.

    Em outros lugars :
  • facebook
  • flickr
  • googleplus
  • twitter
  • youtube



Próximo Artigo

Leia Também


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Switch to our mobile site