Como configurar o raspberry pi para funcionar em modo quiosque

Se você chegou a esta página pelo Google, certamente você já sabe do que se trata o modo Quiosque, ou em inglês Kiosk. Se você não sabe o que é o modo Kiosk, então aqui vai uma breve explicação.

Modo Kiosk faz com que um computador funcione de maneira exclusiva para uma determinada aplicação. Nenhuma outra aplicação fica disponível para uma pessoa usar. Normalmente se usa este modo em estandes de feiras e congressos para auto atendimento. Pra mim, caixas eletrônicos são o melhor exemplo de modo quiosque, mas vamos vou deixar de lero-lero e partir para a resposta do título.

Você pode também ter ouvido que o iPad funciona em modo quiosque. A funcionalidade lá se chamada Guided Access, mas não é meu objetivo falar disto.

Para configurar seu amado e pequetito raspberry pi para mostrar uma página web (seja da internet ou da sua rede local) é bem simples e não requer prática nem habilidade com o linux que roda nele.

Você vai precisar ter seu raspberry pi com o Raspian full instalado. Isto quer dizer que seu raspberry pi vai dar boot e entrar direto na interface gráfica. Lembre-se apenas de trocar a senha padrão do pi por outra, caso contrário vai aparecer uma tela chata dizendo que você é um vacilão usando uma senha fraca.

Garanta que ele está todo atualizado e na linha de comando execute o seguinte comando:

sudo apt-get install unclutter chromium-browser

Isto vai fazer com que seja instalado o navegador e o unclutter. É bem provável que o navegador já faça parte da imagem do Raspian, mas o unclutter não deve estar instalado, então mete bronca no enter e no Y para confirmar a instalação. O unclutter é apenas para esconder o ponteiro do mouse enquanto você não mexe no mouse. É um passo opcional, mas eu recomendo.

Quando terminar a instalação, que não demora muito, você vai precisar criar uns diretórios e um arquivo. Digite a sequencia abaixo na linha de comando.

cd ~/.config/
mkdir lxsession
cd lxsession
mkdir LXDE-pi
cd LXDE-pi
nano autostart

A última linha vai abrir um editor de texto e nele você vai colar o texto abaixo. Basta alterar a URL para o endereço que você desejar.

@xset s off
@xset -dpms
@xset s noblank
@sed -i ‘s/”exited_cleanly”: false/”exited_cleanly”: true/’ ~/.config/chromium-browser Default/Preferences
@chromium-browser –noerrdialogs –kiosk http://bernabauer.com –disable-translate

Se você quiser abrir mais de uma página e ficar alternando entre elas, pode tentar a sorte com este tutorial em inglês. Como não tenho esta necessidade, não testei e não sei se funciona.

A sequencia acima eu testei no meu raspberry pi para que ele mostre a página do meu sistema de automação residencial que tem uma página web bem legal.

Depois de salvar o arquivo, reinicie o seu pi e aguarde ele entrar direto na página que você informou no arquivo.


Como identificar a versão do hardware do Raspberry pi

Alguns modelos de raspberry pi

Eu tenho alguns raspberry pi em casa que eu fui comprando ao longo dos anos através de diversos sites chineses. A cada compra era uma versão diferente. Fui comprando por diversos motivos.

Hoje tenho alguns parados depois de tê-los usados para os mais variados fins. Já fiz uma central de automação residencial, já usei para uma central telefônica IP e também como um media center (este funcionou bem mal),

Estou usando atualmente um pequeno computador da Dell como central telefônica IP, central da automação residencial e media center no lugar dos diversos raspberry pi, mas para montar uma tela de monitoração da central, resolvi resgatar um raspberry pi. Antes de comprar a tela touch, resolvi fazer um breve teste e com tantos raspberry pi na minha frente, precisei escolher o melhor para a tarefa.

Como não me lembrava mais qual raspberry pi era o melhor, resolvi ir ao Google para buscar o melhor método para identificar qual hardware tenho disponível. Eu sei que vem escrito na placa uma identificação, mas eu queria descobrir se através da linha de comando do Linux eu poderia ter informações acuradas.

São Google não me decepcionou e me inundou de links. Fechei os olhos, cliquei num link e fui fazendo copia-e-cola para a linha de comando do meus raspberry pi. Descobri quem era o que e coloquei etiquetas em cada um deles para não ter mais dúvida.

Depois de descobrir quais hardwares tenho, notei que ver o que está escrito na placa e recorrer ao verbete da wikipedia sobre o raspberry pi não era assertivo.

Para você descobrir qual versão de hardware do raspberry pi você tem, você precisa estar na linha de comando e digitar o seguinte comando:

[email protected]:~ $ cat /proc/cpuinfo

O resultado vai ser parecido com o abaixo. A parte relevante para você efetivamente descobrir qual é o seu pi está marcada em negrito. Neste caso o meu hardware é o 0010.

[email protected]:~ $ cat /proc/cpuinfo
processor : 0
model name : ARMv6-compatible processor rev 7 (v6l)
BogoMIPS : 697.95
Features : half thumb fastmult vfp edsp java tls 
CPU implementer : 0x41
CPU architecture: 7
CPU variant : 0x0
CPU part : 0xb76
CPU revision : 7

Hardware : BCM2835
Revision : 0010
Serial : 0000000086d69548
[email protected]:~ $ 

De posse do código de revisão do hardware você precisa conferir na tabela de hardwares do pi para descobrir finalmente o que ele é. Abaixo está o resultado

RevisionRelease DateModelPCB RevisionMemoryNotes
0010Q3 2014B+1.0512 MB(Mfg by Sony)

O meu pi em questão é um pi 1 B+.


O retorno da tecnologia vintage

Todos nós gostamos de lembrar como as coisas eram antigamente, não é mesmo? Pois saiba que ainda existem produtos tecnológicos no mercado para tocar sua nostalgia, quer você pretenda ouvir música antiga ou jogar jogos retrô, tem para todos os gostos. Consumidores do mundo inteiro estão voltando no tempo em uma busca crescente por aparelhos retrô como o Sony Walkman, câmeras Polaroid e telefones celulares apelidados como “tijolos”. Dispositivos que não se conectam à Internet, como iPods e consoles de videogame de modelos antigos, também estão voltando graças ao interesse crescente de usuários ansiosos por redescobrir a tecnologia que usaram 20 ou 30 anos atrás.

Entre os dispositivos mais populares estão a máquina de escrever, o console da Sega Megadrive, o computador Apple Macintosh, bem como os boomboxes e pagers da Sony, de acordo com dados de buscas do eBay. Para se ter uma ideia, as pesquisas por Sony Walkman dobraram no eBay nos últimos dois anos. Confira abaixo alguns outros itens vintage igualmente interessantes: 

Casio CA53W com calculadora– Você acha que o novo Apple Watch é o máximo? Se quiser algo um pouco mais simples, opte por um relógio de calculadora da Casio. Além de ser vintage, contar o tempo e fazer contas, ele também tem um calendário pré-programado até 2079. É resistente à água e tem cinco anos de duração de bateria, cerca de 1.825 vezes mais do que um Apple Watch.

Câmeras Polaroid– Em seu aniversário de 80 anos, a Polaroid lançou o OneStep 2, uma “câmera analógica instantânea” que grava filmes clássicos tipo-600 e i-Type reprojetados. É parte de um esforço contínuo iniciado pelo Impossible Project, agora chamado Polaroid Originals, para trazer de volta fotos instantâneas em toda a sua glória offline.

Nokia 3310– a empresa finlandesa HMD Global nos trouxe de volta o relançamento do Nokia 3310, conhecido popularmente comoo indestrutíveldevido a sua resistência, é um telefone de baixo custo e em versão renovada – e sim você pode jogar o Snake!

Nintendo SNES Classic– Primeiro, houve o NES Classic Console, uma reconfiguração da plataforma de jogos de sucesso, lançada em 2016, com grande algazarra. Carregado com 30 jogos clássicos (entre eles Super Mario Bros., Zelda e Donkey Kong Jr.), o console tem a aparência do original com uma diferença fundamental: ele foi reduzido para o tamanho miniatura para sua conveniência de jogo.

A famosa psicóloga Mary Aiken afirma que uma geração mais nova está ficando fascinada por antigas tecnologias como máquinas de escrever e toca-discos de vinil, enquanto uma geração mais velha que cresceu com a tecnologia gosta de relembrar. É uma tendência crescente entre alguns consumidores de se desconectar dos mais recentes e poderosos smartphones – pelo menos temporariamente – para adotar dispositivos antiquados. “A era do ‘sempre ligado’ e ‘sozinho juntos’ talvez esteja chegando ao fim, com pessoas buscando se desconectar das tecnologias que tristemente passaram a dominar nossas vidas”, disse ela. E você, concorda com a doutora?


Como é projetar um filme iMAX?

Eu gostava de ir ao cinema quando era pequeno. Era uma diversão só. Imagina um guri pequeno ir para um lugar onde tudo parecia estar no superlativo? Quantidade enorme de cadeiras, espaço enorme, tela gigante e som envolvente, enfim, tudo era o máximo!

Acontece que o grande barato pra mim nem sempre era o filme. Sempre achei a imagem lavada e de baixa qualidade. Cenas de ação pareciam imagens daqueles primeiros LCDs que tinham um efeito de sombra, mas enfim, o grande barato pra mim era como a imagem chegava à tela.

Quando eu era pequeno os cinemas projetavam o filme utilizando película. Hoje em dia boa parte das salas de cinema ainda são assim, mas algumas já fazem a projeção em digital. Não vou falar do cinema como é hoje, mas sim, de como era na época na qual me fascinava.

Existiam cinemas normais, cuja película era de 35 mm e outros que utilizavam filmes em 70 mm. Ainda existiam salas, aliás, existem até hoje, cuja tela é em formato de domo ao invés de uma área retangular. O vídeo abaixo mostra como é projetar um filme de 70 mm na segunda maior sala iMAX dos EUA. 

O processo para projetar um filme iMAX de 70 mm é enorme e laborioso, mas dada a tecnologia de quando ele foi inventado, é uma obra prima. Eu fiquei maravilhado com tudo que o rapaz mostra no vídeo e assim como eu, muitas pessoas tem a curiosidade a respeito do processo e por isto, alguns cinemas tem a sala de projeção de filmes iMAX em formato de aquario, onde você pode ver como o projetor é preparado.


Câmara anecoica vs Sala de reverberação

Que tal saber a diferença entre os dois? O video abaixo mostra primeiro um balão sendo estourado na sala com reverberação, ou seja, o som fica ecoando pelas paredes. Já no segundo momento, o balão é estourado na câmara anecoica, mas e o som? Ele é absorvido pelas paredes que tem formato pensado para tal.


Como se faz nixie tubes?

Nixie tubes são como lâmpadas, só que ao invés de iluminar, sua função é mostrar números. Não há motivo para ao invés de números, letras sejam mostradas, contudo, até hoje, só vi nixie tubes de números.

Elas foram inventadas em 1955 e o seu nome NIXIE veio da pronuncia da sigla NIX 1 que quer dizer “Numerical Indicator eXperimental No. 1”. 

Uma curiosidade é que os cathodos que mostram os números não são colocados em ordem númerica, mas sim, na ordem que permita melhor leitura dos números que ficam mais ao fundo. A ordem indicada do número mais ao fundo para o mais à frente é 6, 7, 5, 8, 4, 3, 9, 2, 0 e 1.

Você pode ler mais a respeito das nixie tubes na wikipedia.

No vídeo abaixo você pode ver como elas são fabricadas para criar belos relógios na República Tcheca.


Luta de sumô para robôs

Mal dá para entender o que acontece de tão rápido.