A próxima onda na TV




Se você acha que eu vou começar a falar da TV de 4 mil linhas, errou. Pra mim a grande nova fronteira é o mundo em 3D. Nas minhas férias de julho, fui num cinema IMAX 3D, o filme tinha por volta de 45 minutos e foi o maior barato. Já tinha mais de 10 anos que eu tinha ido num cinema que precisava de óculos para ver o filme e eu não lembrava mais que grande barato era ver um filme em 3D, mesmo a tecnologia sendo tão limitada ainda.

Antes que você ache que apenas no estrangeiro você consegue experimentar cinema 3D, saiba que o filme U23D Live será exibido no Brasil em 3D. Aqui no Rio de Janeiro será possível ver no Cinemark do Downtown e no UCI / Kinoplex do Norte Shopping. Outros estados também receberão a visita do filme, como São Paulo e Santa Catarina. Já tem tempo que eu não vou ao cinema, então eu posso estar falando besteira, mas alguns filmes já foram passados em 3D por aqui. No blog Adoro Cinema parece que já existem salas 3D no Rio, Sampa e Floripa.

Voltando ao assunto TV, você está certo em achar que não basta ter um TV que seja capaz de mostrar filmes em 3D, o filme precisa ser produzido em 3D. Este, porém, não será o problema nos próximos anos, já que a DreamWorks anunciou na semana passada que a partir de 2009, todos os seus filmes serão feitos em 3D. A grande motivação para este estúdio tomar esta direção é que produzir animação em 3D é muito mais simples do que filmar pessoas e coisas em 3D. Dentro do computador você tem controle sobre tudo e repetir cenas é muito simples, pois tudo pode ser colocado exatamente na mesma posição de antes. No mundo real não rola isto.

Não é apenas o mundo de produção digital que favorece a escolha da DreamWorks. Nas salas de projeção o mundo digital também já chegou, então ao invés de ter que se preocupar com projetores e rolos perfeitamente sincronizados, basta um projetor que não tem película, mas sim um computador por trás para controlar o que vai para a telona.

E mais uma vez de volta para a TV. Hoje já existem TVs capazes de exibir imagens em 3D. Assim como no cinema, é necessário um par de óculos, que podem ser ativos ou passivos. Os modelos passivos são os que hoje são utilizados no cinema e contam com lentes polarizadas, já os ativos recebem informações da fonte emissora de vídeo e de maneira síncrona faz o controle do que é exibido para cada olho.

Nas pesquisas que eu fiz, achei 3 fabricantes que hoje já tem TVs 3D. Samsung, Mitsubishi e Philips. Veja abaixo a demonstração da tecnologia da Philips. E para saber mais, você pode ler aqui.

Sem os óculos a imagem parece perfeita, porém ao vê-la mais de perto dá pra notar que a imagem sempre fica um pouco borrada.

No computador você também já pode aproveitar o mundo 3D. Basta ter um player compatível e claro os óculos. O que leva de volta para a TV. Eu acho que a tecnologia 3D não está na tela em si, mas na eletrônica que controla o que será exibido. Enfim, se você quiser saber mais sobre 3D DLP, pode visitar esta página.

Se estiver interessado em comprar óculos e equipamentos relacionados, pode fazer aqui. Aliás, o óculos custa 50 dólares.




Artigo Anterior

Leia Também


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: