Associação Brasileira do Veículo Elétrico




O nome é bacana né? Eu nem sabia que existia, mas existe. A ABVE tem a seguinte missão:
Promover a ampla adoção pela sociedade e pelo mercado de veículos elétricos para o transporte limpo e eficiente de pessoas e cargas, visando benefícios ao conjunto dos seus associados, o bem-estar geral e a preservação do meio ambiente.

Eu achei demais que já existe uma associação, mas quando vi quem forma a ABVE fiquei meio decepcionado. Os principais fabricantes que participam são aqueles que vendem carrinhos de golf e afins. Empilhadeiras, mini carros de carga e similares. Os principais clientes destas empresas são outras empresas e não consumidores finais.

Explorei o site e vi algumas coisas interessantes como a noticia do lançamento do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular. A etiqueta está abaixo e lembra bastante as etiquetas que se encontra na linha branca. A ENCE (Etiqueta Nacional de Conservação de Energia) será afixada nos veículos de maneira voluntária pelos fabricantes e importadores a partir de abril de 2009.

O interessante é a classificação dos veículos de passageiros em categorias. O critério utilizado é a área projetada no solo. Ou seja, subcompacto (até 6,5m2); compacto (de 6,5m2 até 7m2); médio (de 7m2 até 8m2); grande (acima de 8m2). Os veículos especiais serão classificados em quatro categorias que atendem critérios específicos, predefinidos em normas: comercial leve, carga leve, fora de estrada e esportivo.

Os veículos de cada categoria serão classificados em cinco faixas, de acordo com o consumo: de “A” (menor consumo energético) a “E” (maior consumo energético). O consumo será medido em MJ/km (Mega Joule por quilômetro), sendo que MJ é a unidade de energia obtida a partir do volume de combustível consumido (em litros), de gasolina, álcool ou GNV (metros cúbicos – m3), de acordo com seu poder calorífico e sua densidade. Esta medida foi adotada para permitir a comparação de veículos com combustíveis diferentes ou multicombustíveis. A comparação é feita pela média aritmética dos consumos de cada combustível e média ponderada dos valores de consumo em ciclos de condução padrão urbano e rodoviário. As etiquetas vão trazer os valores de referência de quilometragem por litro (km/l), com gasolina, álcool ou GNV (km/m3), na cidade e na estrada.

Outra noticia legal é a sobre o ônibus da Eletra, empresa 100% brasileira. Ele é um hibrido elétrico-biodiesel que foi anunciado agora no final de novembro e está em testes até o dia 11 de dezembro no aeroporto de Guarulhos.

Por fim, a última bacana: O pequeno carro elétrico Revai que é bastante popular em Londres está à venda no Brasil através da CAM Brasil.




Leia Também


Deixe um comentário

1 Comentário

  1. Reva, o carro elétrico | bernabauer.com

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: