banco de idéias




Você tem uma boa idéia? Você não acha que deveria compartilhar esta idéia com as demais pessoas? Afinal, são idéias para o bem comum que você tem não é mesmo? Você não é daquele tipo mesquinho que só pensa no seu próprio umbigo. NÃO É VERDADE?!?!?! 😀 bem, se você é uma pessoa bondosa, compartilhe suas idéias ShouldExist.com




Próximo Artigo

Leia Também


Deixe um comentário

2 Comentários

  1. Alberto Moura

     /  20/09/2009

    No Nordeste Brasileiro, onde moro, o sol é forte e constante, durante quase o ano todo. é um desperdício utilizar-se gás de fogão para fazer almoço na maioria do ano. Prponho um modelo de fogão solar hermético, acoplado a um giroscópio, movido por um pequeno motor, acionado por célula fotovoltaica, para que a parte superior do fogão, de vidro transparente, capte o máximo de calor. A inferior, a base, é um expelho côncavo. No centro, perpendicular à direçao do giro do forno, fica a grade, sobre a qual se põe a panela. Já fiz um experimental em Brasília, em 1982, que funcionou satisfatoriamente. Um aparelho destes, bastante simples, feito com material reciclado (vidro para o espelho e a cúpula e ferro ou alumínio para os pés e o suporte), à exceção do motor do giroscópio, que pode ser um mecanismo de corda, como os relógios antigos. O meu, antigo, usava este tipo de motor. Seria muito fácil fazê-lo e distribuir as famílias pobres do Nordeste. Os benefícios, econômicos e ecológicos, seriam enormes.

    Responder
    • Alberto Moura

       /  20/09/2009

      Tenho, na verdade, 98 projetos de invenções, quase todos inéditos (não patenteados), úteis e necessários. O único, cuja patente requeri, em 1981, foi de uma tomada embutida, de parede, que não permite que se leve choque, nem quehaja curto-circuito, no caso de alguém jogar água. Esta patente, que eu solicitei através de um advogado de Brasília, não foi para a frente. Desisti, porque não tinha dinheiro para pagar os honorários pedidos por meu representante. Depois dela, vieram as outras, quase todas para residências, quase todas mecânicas, que poderiam representar, se popularizadas, significativas mudanças de hábitos dos usuários, por serem anti-poluentes e duráveis. Cito algumas: pneu multicelular para veículo terrestre; totem de iluminação com gerador movido pela gravidade; veículo leve, para duas pessoas, de longo alcance (autonomia); sem combustível nem eletricidade (gravidade+inércia); violão sem cordas aparentes; porta com segurança mecânica, sem chave, de segredo; máquina de lavar (não de “bater”) roupas, econômica e precisa; estadímetro trifocal de primeira ordem, fazendo par com conjunto de miras-balizas de prumo; coordenatógrafo polar e geográfico portátil, para processamento dos levantamentos “in loco”; enxada leve, para dar grande rendimento ao trabalho do lavrador; terçado vazado de duas lâminas paralelas, leve; máquina mecânica para engraxar sapato; ventilador gravitacional; máquina mecãnica de cortar unha; gerador de teto de mútipla fonte, podendo gerar energia pela luz do sol, pelo vento (quando não sol, normalmente há vento ou chuva), pela chuva, pela gravidade e pelo vapor que, durante a noite, flui do chão para cima; método de alfabetização (que já utilizei com várias pessoas) rápida, de efeito permanente (as pessoas, adultos e crianças, aprenderam a ler em uma média de cinco horas); tranca de porta de segurança, sem chave, para residência; porta de correr de duas folhas, simétrica e simultânea; barco a vela com comando para hélices sincronizado, que pode navegar na direção diametralmente oposta ao vento… Há muitas outras, que só terão valor sendo produzidas industrialmente, pois mais vale meia idéia medíocre posta em prática do que mil soluções geniais que ficam confinadas no cérebro do inventor. Coloco-meà disposição, de quem se interessar, para discuti-las,

      Responder

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: