Blaving é o Gengibre só que azulado




Blaving? Gengibre? Azul? O Berna bebeu. Que merda é esta aí no título? Bom, vamos ao túnel do tempo. Em 2008, quase no século passado, se contarmos em anos de internet, surgiu o twitter de voz brasileiro que se chama Gengibre. Na época eu acompanhei as noticias sobre o lançamento do site/serviço, porém não me interessei.

Escutar pode ser mais prático do que ler, ou melhor, falar pode ser mais fácil do que escrever, mas montar uma rede social assim não tem muito jeito de ir pra frente. Afinal, como o Google e outras ferramentas de pesquisa vão indexar o conteúdo? Este conteúdo, seja ele bom ou não, está perdido para sempre.

Este mês surgiu uma nova rede social de voz, concorrente do Gengibre. É o Blaving, que nasceu para superar o defeito do Gengibre. O Blaving nasceu querendo mais do que apenas o Brasil. É um projeto que pensa grande, mas é em sua essência, o Gengibre.

A funcionalidade mais importante que é converter a voz para texto, nenhuma dos dois serviços conseguiu superar. Talvez o Blaving tenha mais folego para implementar este serviço no futuro, afinal, ele é um produto da PMóvil que é dona do Toing, portal de downloads para celulares. Para esta brincadeira, foi investido cerca de 1.5 milhão de dólar.

Eu aposto que este tipo de serviço vai virar um novo método para escutar música online.




Leia Também


Deixe um comentário

1 Comentário

  1. Quando li a matéria da Folha.com Tec, logo me lembrei do Gengibre também. Segundo a notícia, os criadores preveem reunir 5 milhões de usuários em 1 ano! o.O Será?!

    Bom, eu criei uma rede social também e no primeiro mês ela já conseguiu mais de 300 membros! 🙂

    Responder

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: