Chrome, Safari ou Firefox no Mac?




Sempre usei o Firefox e nunca parei para analisar outros navegadores. Pode não ser o melhor navegador do mundo, mas acabo usando-o por conta de suas extensões. Ajuda também o fato de que o Firefox não tinha concorrentes à altura quando acabei optando por usá-lo.

Assim que comecei a usar o Firefox, eu era usuário de Windows e hoje sou Mac “desde criancinha”. No meu iMac, tenho um ícone na barra de menus onde posso ver o nível da bateria no No Break que tenho conectado na porta USB. Vale lembrar que o No Break é que é inteligente e oferece esta possibilidade e não o iMac.

Bateria nobreak

Neste ícone tenho o menu retratado na imagem acima que denuncia programas que são grandes vilões de consumo de energia. É comum que o Firefox apareça ali onde diz “No apps using significant Energy”. Motivado por este menu e falhas repetidas do Firefox em momentos inexplicáveis, resolvi experimentar as opções existentes.

No Mac existem três boas opções: Firefox, Chrome e o nativo Safari. Admito que o Chrome teve uma evolução notável, contudo, não admiro mais a Google e não vejo com bons olhos suas atitudes em relação ao mercado e manutenção de serviços. Logo, apesar de ser uma boa opção, não a considerarei como uma preferencial. Sobrou o Safari.

Safari é um navegador que não se compromete em ter a liderança, apesar de no passado ele ter almejado este posto, a versão para Windows teve vida curta. Em 2012 ela parou de ser atualizada e em 2013 sumiu do mapa de vez.

Safari for windows

Acabei optando pelo Safari no Mac, por exclusão, mas vejo que ele tem uma coisa que os demais não tem. Posso ter acesso às abas abertas nos meus iGadgets sem esforço. Basta ter o iCloud configurado. Outro recurso interessante, graças ao iOS 7, mas que não uso, é a sincronização do Keychain. Se você não lembra, o Keychain, é onde o OS X e o iOS guardam todas as senhas, caso você queira. Não é o meu caso, já que uso o 1Password para guardar minhas senhas com mais segurança.

Logo Safari

Uma coisa que sinto muita falta no Safari e que eu tinha no Firefox são as teclas de atalho para ir direto para as primeiras 8 abas. CMD+1 vai para a primeira aba aberta e CMD+9 vai sempre para a última. As combinação com números entre 1 e 9 dão acesso às abas respectivas, sempre numerando da esquerda para a direita.

No Safari esta combinação de teclas dá acesso aos link na Barra de Favoritos. Não vejo por que fazer isto! No Firefox posso atribuir apelidos que, quando digitados na barra de endereços, se convertem aos respectivos endereços. Muito mais práticos. Alou pessoal do pomar! Copia logo isto! 😉

Comecei ontem a experimentar o Safari e em apenas dois dias, não tenho o que reclamar. Estou gostando das firulas para mostrar o carregamento de páginas e aprecio bastante a velocidade com a qual as páginas são renderizadas.

Quando compartilhei numa rede social minha opção pelo Safari recebi mensagens de amor e de ódio. Não vi nada de errado nele até agora e não tive problemas também. O que você usa no seu Mac?

Ah sim, como você pode notar, a minha escolha foi ligeiramente emocional, mas se você quiser tomar uma decisão racional, recomendo ler a comparação entre navegadores que achei enquanto pesquisava rapidamente sobre o assunto.




Leia Também


Deixe um comentário

3 Comentários

  1. Fala mestre! Estou usando o Chrome mesmo, tentei usar o Safari, mas ainda sou mais produtivo no Chrome, embora saiba que não existe um navegador perfeito ele me atende bem. O fato de eu usar o Gmail que me fez abandonar o Safari. Quero ver um post seu depois de duas semanas para ver suas impressões utilizando somente ele. Abraço!

    Responder

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: