Como ser mais produtivo no Mac usando o Alfred




Eu comecei a usar o QuickSilver, QS, antes da Google comprá-lo e fazer um monte de besteira com ele. Abandonei-o. Aí descobri o Alfred. Faz exatamente a mesma coisa só que com um glamour a mais. Ele também é mais sustentável para o desenvolvedor, pois além da versão grátis, existe um upgrade pago que pode ser comprado caso você se anime com as funcionalidades oferecidas. 

NewImage

O powerpack custa em torno de 50 reais (15 libras) e dentre as coisas que ele se propõe a fazer eu gosto mesmo é apenas do controle do iTunes através da interface do Alfred. Posto isto, não vejo muito sentido pra mim para comprá-lo. 

Tenho plena consciência de que o uso que faço do Alfred é marginal e eu poderia tirar muito mais proveito dele, contudo, não uso um Mac no meu dia-a-dia e estou preso a um notebook (ainda que muito bom) que usa Windows 7. Você pode ter mais sorte do que eu neste aspecto e talvez tire proveito conhecendo melhor o Alfred (sim, nome de mordomo, afinal é isto que ele faz mesmo) através do vídeo com foco em compartilhar a produtividade que o rapaz do Verge consegue usando-o.

 

Se você quiser ler mais a respeito, pode ver a versão em texto aqui.




Próximo Artigo

Leia Também


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: