Este é o ano dos mashups com vídeo




Ano passado o grande barato da Web2.0 foram os mashups com mapas. Existem uma penca de serviços que utilizando mapas do Google, por exemplo, mostram o local de estações de metrô (nos EUA), pizzarias entre outros serviço, com direito a realizar ligações (para telefones fixos) para o estabelecimento a partir da própria página.

Naturalmente em tecnologia isso tudo faz parte do passado e não do presente. O presente é sempre o vácuo entre a novidade passada e a novidade futura. Imagina-se este ano o grande barato dos mashups estejam relacionados ao serviço de vídeos. Na lista do undergoogle de desejos para os serviços do Google está lá: Serviço de legendas no youtube, claro que junto com o Google Video, mas este último virou um repositório de vídeos ilegais e inapropriados. Basta ver o top 100. Porém, este serviço já contam com serviço de legandas. Você pode ver um video com legendas aqui.

Ok, mas o grande barato não é o vídeo ter legendas, mas sim o vídeo ter legendas e markups feitos pelos visitantes. Claro que isso faria com que o vídeo tenha várias legendas, mas isto se resolve com sistema de votação ao estilo digg, mas qualquer legenda deveria estar disponível através de uma URL única.

Ah sim, antes que você pergunte o que são markups. Markups são notas. Um exemplo prático é o que o flickr tem disponível para seus membros. A foto está ali no meio e você pode fazer anotações dando destaque a elementos que compõe a foto.

Fazer isso em alguns segundos de vídeo daria um ar completamente novo aos serviços de vídeo. Em termos comerciais também seria interessante. Imagine o vídeo que permite que você clique e te leve a um serviço qualquer. Quanto será que vai valer um clique em um vídeo? hum…

O que mais você consegue pensar a respeito dos mashups de vídeo?




Próximo Artigo

Leia Também


Deixe um comentário

1 Comentário

  1. ConsoleGoals, publique na web vídeos de jogos do seu console - Gattune! - Tecnologia da Web 2.0

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: