GM Volt pega fogo após crash test




Eu guardei uma noticia que li no Motordream sobre o GM Volt e apenas hoje fui ler em detalhe. O título do artigo é bem parecida com a que eu coloquei neste artigo. Lá, li que o Volt, pegou fogo por completo após um crash test.

Qualquer um ficaria com medo e decidiria na hora não desejar mais um carro elétrico, afinal, quem vai querer um carro que pega fogo após uma colisão? Claro que ninguém compra um carro pensando em batê-lo, mas se existe o risco de pegar fogo numa situação inesperada como um acidente, quem vai assumir o risco? Qualquer pessoa normal, evitaria o carro.

myWPEdit Image

O curioso, porém, é que o GM Volt pegou fogo 3 semanas após a colisão controlada para avaliar a segurança do carro. A perícia identificou que a origem do fogo foi o pacote de baterias. Fiquei então imaginando o que de tão relevante tem nesta noticia.

Pra começar, o fogo ocorreu 3 semanas após a colisão. Neste meio tempo, quem vai continuar a usar o carro? Ninguém. Outro fato relevante é que após uma colisão, seja ela de perda total ou não, o carro deve ter seu sistema elétrico e de combustível desativado, até que ele seja consertado ou tenha destino definido. O mesmo poderia ter acontecido com um carro movido a combustível líquido ou gasoso.

Então o que deve ficar de relevante para este incidente é que existe uma seqüência de ações que se fazem necessárias após uma colisão com um carro elétrico que a partir de agora devem ser observadas e seguidas com disciplina.




Artigo Anterior
Próximo Artigo

Leia Também


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: