Google Chrome não me ama mais




O Google Chrome está cada vez mais presente no meu dia-a-dia. Estou usando ele para fazer pesquisas no lugar o Firefox. Andei fazendo um balanço do que amo no Firefox e me deparei com uma única coisa. As extensões. Mas quais? A lista anda fraca. Tenho o Foxmarks, FireFTP, GMail Notifier e o Ubiquity. Tenho ainda outros que raramente uso e nem vale a pena listar. Aliás, este último, quase não uso, mas é certamente bastante prático, não posso dizer o contrário.

Tenho certeza que até o meio do ano que vem a Google fará alguma coisa para integrar o Google Bookmarks ao Chrome, por isto não posso dizer que sou dependente do Foxmarks. Para o FireFTP também não posso declarar dependência, já que existem bons clientes de FTP tanto no Mac quanto no PC. O GMail notifier é prático, mas novamente, sendo um serviço da Google, ele tem caminho certo para chegar ao navegador. Posso viver sem por um tempo. Aliás, o mesmo vale para o Ubiquity que mostra que este é o caminho para interfaces.

Posto que posso viver sem as extensões, posso usar o Chrome sem medo e receio de perder funcionalidades. Acontece que eu sou meio email-checker-freak. Fico deprimido quando não recebo emails interessantes e reclamo quando tenho emails demais pra ler. Quando coloquei o Chrome na semana passada para acessar o email do meu domínio, gentilmente hospedado no Google Apps, o Chrome fez o que? It died on me. What a bitch!

Humpf. Procurei logo fazer uma atualização, mas nenhuma estava disponível. Aliás, Firefox atualizou duas vezes já neste pouco tempo. Talvez eu deveria ficar feliz que ele não foi tão levado quanto neste caso.




Artigo Anterior

Leia Também


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: