iPod nano: a minha avaliação




Sim! Em minhas mãos um iPod nano. Não que eu tenha tomado vergonha na cara e finalmente comprado um iPod, mas acontece que eu conheço umas pessoas legais. Por isso, por 24 hs um iPod nano albino e de 4GB habitou meu bolso.

Gostei muito: Fones de ouvido. Nunca usei fones tão bons quanto estes que vem nos iPods. Já tinha escutado música no iPod mini e os fones são aparentemente os mesmos. O Som que o nano faz é ótimo. Para se alienar entre vários seres humanos é perfeito. Mesmo no mais barulhento dos ambientes, o som que sai do nano prevalece sobre o caos do ambiente.

O tamanho do nano também impressiona. Não conseguia imaginar quão fino o nano era! Ele é muito fino. Fino e leve.

Não gostei: O nano permite que o menu seja apresentado em diversas línguas. Inclusive o português. DE PORTUGAL! Por mais que “Ecrân” seja um termo interessante, não dá para usar este termo para se referir a tela. Me desculpa, mas bola fora. Ok, interface de gadget é inglês e não tem como discutir. Então esse argumento não vale.

Não gostei do plug que encaixa no fundilho do nano. Apesar de ser bem feito e seu agarre é perfeito, se você tiver dedos grossos, fica dificil de encaixar e desencaixar o dito. Ainda mais se o plug do fone de ouvido estive encaixado.

O iPod tem uma pegadinha. Você consegue colocar músicas no iPod. Mas não consegue tirar as músicas de lá. Pelo menos não consegue fazê-lo com o iTunes. Você até consegue acessar o iPod como se fosse um dispositivo de armazenamento externo. Como se fosse um CD, mas as músicas ficam todas divididas em 5 ou 6 pastas e os nomes das músicas tem 4 letras. Então como carregar as músicas de um lado para outro? Simples. Baixe o programeco Freeware chamado ephpod. O programa imita a interface do iTunes e tem praticamente a mesma função do iTunes, porém não acessa a loja online e também não é tão simples de usar. Porém é ótimo para retirar músicas do iPod.

Uma solução interessante porém, foi a o que a Apple fez com o carregador. Você encaixa o cabo USB no carregador e voilá, estás carregando. O mesmo acontece quando o nano está plugado no computador… Ele se carrega, ou seja: O carregador só será usado quando vc viaja e não tem PC por perto para conectar o bicho.

Aviso! Meu micro tem uma penca de portas USB. Todas, claro, ocupadas. Acho que tenho 6 portas USB traseiras e mais duas no teclado da Microsoft. Não adianta espetar o nano na porta do teclado. Pelo que entendi o meu teclado tem uma certa limitação e como o nano se carrega através da porta USB, então tive que retirar algo da traseira do meu micro e enfiar (no bom sentido!) o nano na porta USB. Nem doeu! 🙂

Outra coisa que você deve ter em mente é o seguinte: Se você pretende encher o nano com músicas ele leva no máximo 30 min.

No mais o nano é o que ele é: Um player de MP3 fashion. Nada mais. Faz porém seu trabalho muito bem. Som é 10. Interface é bacana, o botão de hold que tem no topo do nano se faz bem útil quando você coloca o nano no bolso. E suas costas cromadas, apesar de bonito, é apenas um motivo para você se irritar, por que ele arranha fácil. O mesmo vale para a frente dele. Eu nem ousei tirar o plástico que vem de fábrica.

A pergunta que você deve estar fazendo é “Pô, Berna! Falou, falou, falou e não disse: Tú teria um nano ou não?” Err… hum… Como responder tal pergunta? Vou colocar desta maneira: Eu teria um nano, mas eu não gastaria R$900 para ter um. Mas por outro lado eu me vejo gastando o dobro para ter um iPod de 5ª geração que toca vídeo. Por que? Por que minha vida musical não cabe em 4GB e escolher as melhores músicas para caber em 4GB não dá. É como fazer um Top10. Você sempre vai deixar de fora alguma coisa que você gostaria não ter deixado de fora. E não dá mais para pensar em player de MP3 que não toque vídeo. Eu tenho vários vídeos no celular. Se pudesse ter no player de mp3, seria ótimo, ainda mais com qualidade! Mas o nano é muito bom! Sério mesmo! 🙂

Foram 24 hs felizes.




Artigo Anterior
Próximo Artigo

Leia Também


Deixe um comentário

2 Comentários

  1. Nossa! Mas agora que eu vi a comparação com o K700, realmente é MUITO fino!! Putz!! Você tentou usá-lo como marcador de páginas?? 😛

    Responder
  2. Eu não ousaria submeter tão belo equipamento a um trabalho tão simples. 😉

    Responder

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: