Log Me In ou Back To My Mac?




Impressionante como um novo equipamento é capaz de abrir uma nova gama de oportunidades. Eu tinha um notebook e agora tenho um iMac. O notebook não era legal de deixar ligado, mas o iMac pode ficar em standby e ser acordado remotamente para ser usado.

Entendeu a palavra chave? Remotamente! Assim que percebi que o iMac fica em standby sem nenhuma luz ligada vibrei. A luz do MacBook Pro é intensa demais e incomoda à noite. Se ele em standby não oferece risco, que tal deixar ele assim e acessar remotamente? Legal. Tô dentro. #comofaz

Fui a busca de iluminação tecnológica e o primeiro passo foi vasculhar o Mobile Me.

Back To My Mac

O Mobile Me tem uma penca de coisas. Tem serviço de email, hospedagem de páginas, galerias de fotos online, localização de iPhone/iPad/iPod Touch e também um repositório de arquivos online. A que me interessava é o Back To My Mac. Este serviço é capaz de oferecer acesso remoto aos dados no seu computador. Num Mac o acesso é feito sem muita configuração. Acontece que o Back To My Mac não é um serviço do Mobile Me, Eu achei no começo que era, mas não é bem assim. O Mobile Me é necessário para configurar o Back To My Mac que é um serviço do OS X (a partir do Leopard). O resto das funcionalidades são coisa do OS X mesmo.

A pegadinha é que se o Back To My Mac não acorda o Mac quando você tenta acessá-lo remotamente e ele está em Stand By. De resto a solução é vencedora.

Alternativa

O que o Mobile Me faz é apenas mostrar no Finder o seu Mac que você quer controlar remotamente. Ele também faz com que o caminho até o seu Mac seja configurado automaticamente. Até onde eu entendo não tem nenhum problema você usar um serviço de DNS dinâmico e configurar o seu roteador para permitir que o caminho até o seu Mac seja feito pelas portas que o VNC, File Sharing e outros serviços que você gostaria de usar. Bastante trabalho, mas dá pra fazer. Cá entre nós pelo preço de 99 dólares por ano, pode até ser uma boa opção evitar o problema de manter tudo funcionando.

Log Me In

Este serviço é dividido em duas modalidades. Uma paga, que custa 70 dólares por ano e uma mais barata que é grátis. Usar o serviço é relativamente simples. O computador que você quer acessar remotamente precisa de um cliente instalado e no computador de onde você está acessando precisa apenas de um plugin no navegador de sua preferencia.

O Log Me In tem versões para Mac OS X e para Windows e tem uma característica muito importante que o Back To My Mac não tem. O computador pode ficar em stand by sem problema algum, por que ele pode enviar um sinal de Wake On Lan para o seu computador, despertando o bastardo computacional que você abandonou em casa e precisa desperadamente para buscar um dado que você claramente esqueceu. Aliás, o Log Me In tem dois modelos. Um grátis, limitado e uma versão paga, cheia de coisas legais. Compare as duas versões aqui.

Se você tem um iPad ou iPhone, pode ficar feliz e triste ao mesmo tempo. Usando estes dispositivos você pode acessar seu computador remotamente. Feliz? Bom. Custa 30 dólares para adquirir o cliente na AppStore. Feliz ainda? É. Eu sei. O bom é que funciona bem.

Resultado

Se for comparar custos, o Back To My Mac é um bônus que o Mobile Me oferece. Ele custa 99 doletinhas por ano e oferece conta de email, localização do seu iPhone/iPod/iPad, agenda, contatos, sincronização transparente e ainda uma hospedagem de 10GB sem problema algum. Já o Log Me In custa 70 dólares por ano e não oferece nada disto. Apenas o acesso remoto ao seu computador. Também dá para fazer uma penca de coisas como transferir arquivos do seu computador e também permite utilizar em computadores com Windows ou OS X instalado. Sem falar que o acesso remoto pode ser feito pelo próprio navegador. Precisa apenas de um plugin instalado.

Entre os dois, acho que o que vale a pena mesmo é usar um serviço tipo o DropBox e ter seus arquivos importantes compartilhados por ele. Se você realmente precisa acessar o computador remotamente a melhor solução é o Log Me In. Se o custo anual te assusta, comece pela versão grátis e se ela não te atender, contrate o serviço por um ano.




Leia Também


Deixe um comentário

1 Comentário

  1. Vinicius

     /  25/10/2010

    depois teste o team viewer!

    é de graça, tem para todas as plataformas, acho q até para o linux, e não precisa usar um DDNS

    Responder

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: