Marcos Pontes: o carona espacial




Hoje o primeiro brasileiro foi ao espaço. A Globo não deu tanta importância ao evento, pelo menos não no ao vivo. A BAND fez uma cobertura bacana transmitindo ao vivo em tela cheia, mas o audio era insuportável. Comentários sofríveis. A Record usou o mesmo recurso da Globo do Picture in Picture, já que o futebol é mais importante do que o brasileiro no espaço e clonagem é o principal meio de criação deles. A RNP fez uma cobertura na WEB transmitindo o canal NBR, mas problemas de cores e consumo incomensurável de banda eram os principais problemas. Bacana mesmo foi ver a cobertura através do canal da Nasa na WEB. Mesmo com um atraso na transmissão considerável, era a melhor opção agora à noite. O canal está transmitindo o replay sabe lá por quanto tempo…




Artigo Anterior

Leia Também


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: