Microsoft Surface




Recebi hoje a dica de um novo produto chamado Microsoft Surface. O website do produto é todo feito em Flash e fica difícil saber se o produto já faz tudo aquilo que é eixibido nos videos ou se são promessas.

O conceito é idêntico ao de um projeto de pesquisa (ou seriam vários?) visto há algum tempo em vídeos no Youtube e diversos outros sites. O nome de um dos projetos é “Espaços Interativos Centrados em Mesas para Colaboração em Tempo Real”, ou simplesmente “Mesa de Interface Colaborativa” . Na verdade o produto é fruto do trabalho do pesquisador Jeff Han, da Universidade de Nova Iorque.

Especificamente o produto Microsoft Surface já tem sua cota de vídeos disponíveis, incluindo entrevistas com demonstrações. O projeto secreto da empresa tem o codinome “Milan”. O produto vem sendo descrito como um “PC em uma mesa de café”, e o preço anunciado por aí está na faixa entre USD$5.000 e USD$10.000 verdinhas, previsto para estar disponível em novembro nas lojas da T-Mobile nos EUA e o alvo inicial serão hotéis, resorts, bares, restaurantes e casinos.

Basicamente, o Surface é um Windows Vista enfiado em uma base de mesa preta com um monitor de 30 polegadas com tela sensível a múltiplos toques (multitouch) em uma moldura de acrílico. Cinco câmeras, que podem “sentir” objetos próximos são montadas sobre a tela. Usuários podem interagir com a máquina tocando ou arrastando as pontas dos dedos e objetos como pincéis através da tela, ou colocando objetos reais marcados com códigos de barras especiais sobre sua superfície.

A abordagem da Microsoft com este produto é diferente das usadas com seus softwares, onde ela publica as APIs para parceiros desenvolvedores. Desta vez, ela criou um hardware cuja APIs foram liberadas somente para seis parceiros, limitando o que os usuários poderão fazer com o produto à criatividade dos desenvolvedores da Microsoft. Mas isso vai durar somente o tempo até alguém hackear o produto, claro.




Artigo Anterior

Leia Também


Deixe um comentário

1 Comentário

  1. Novo autor no bernabauer.com por bernabauer.com

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: