Outernet: a internet offline via satélite




No começo deste mês eu comecei a ler sobre o projeto Outernet. É uma iniciativa para trazer a “internet” onde hoje não há cobertura de internet ou há limites de acesso à internet, como na China ou Coréia do Norte, por exemplo. 

Outernet é uma solução que quase leva a internet à estes lugares. A pegadinha é que a internet neste caso é apenas em uma direção. Algo muito parecido com o que temos hoje com Radio ou Televisão. Existe uma empresa que faz e emissão do sinal com conteúdo e com o equipamento correto você pode sintonizar este sinal e ter acesso ao conteúdo. 

NewImage

Este equipamento especial é o Lantern. Ele é um receptor de sinal e um buffer do conteúdo que está sendo transmitido. Bem simples, ainda que limitado, a idéia é garantir acesso à informação e permitir que locais que tenham limitações dos meios tradicionais de comunicação ganham acesso.

Um dos casos listados no vídeo é no caso de desastres, onde governos podem dar orientações sobre ações a serem tomadas ou rotas de fuga que a população pode adotar.

Existem diversos benefícios, tenho certeza, mas como todo meio de comunicação unidirecional, imagino que ele pode ser manipulado. Hackers podem invadir os sistemas de transmissão ou os próprios equipamentos que armazenam o cache e injetar informações que quiserem. O risco neste tipo de solução, ao meu ver, é maior, pois o Lantern é um dispositivo que apenas recebe as informações. Ele não tem como fazer um controle e se comunicar com a “nave mãe” para certificar que o conteúdo está correto ou não.

Claro que o uso para o mal está presente em todas as tecnologias do mundo e existem maneiras de previnir. Espero que esta solução seja realmente uma solução acessível, segura e que torne a vida de todos melhor do que é.

Ah sim, já ia esquecendo. Este, apesar de ser um produto aparentemente pronto para o mercado, ainda não o é. Ele está numa campanha de crowdfunding e tem custo estimado de 100 dólares. Me refiro ao Lantern. 😉

O Lantern é pequeno e prático, como você na imagem lá em cima. Tem painéis solares e bateria interna e quando seu WIFI está em uso, permite 4 horas de funcionamento. Sem o WIFI consegue receber dados do satélite durante 12 horas. Ideal para sobreviver a uma noite de atualizações, por exemplo.




Leia Também


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: