Policromia iPodística e uma penca de novidades





Hoje Steve Jobs anunciou o que todos esperavam. Todo mundo já sabia ou pelo menos tinha grande chance de acertar que a novidade seriam iPods revisitados. Dois modelos receberam novo design. O Nano e o Touch. O Shuffle e o Classic receberam tratamento cosmético básico. Novas cores ou novas capacidades de armazenamento.

O Nano voltou a ter seu formato mais popular. Longo, estreito e fino. Lembra muito o nano de 1ª e 2ª geração. Já o Touch fica mais parecido com o seu irmão mais comunicativo, o iPhone. Aliás, este último recebe uma atualização de firmware que é grátis para quem tem iPhone, mas paga para quem tem o Touch.

Não sei dizer o que mais eu gostei, mas para começar, são as cores. Fantásticas. Pelo menos no meu monitor parecem lindas, espero que ao vivo elas também seja tão convidativas e vibrantes quando parecem. Dá vontade de ter mais de um só por causa da cor, né? 😉 Além das cores, a inclusão do acelerômetro no Nano é fantástica, principalmente por que quando sacudido ele mistura as músicas que nem o celular da Sony. Dá ainda para avançar e retroceder nas músicas sendo tocadas. Função do Gênio também está presente e a explicação está lá pra baixo.

Os preços do Nano começam em 149 dólares para a versão de 8GB, passando por 199 dólares para 16GB e por fim… nada. São só dois modelos mesmo.

Já aqui no Brasil, o modelo de 8GB custará 549 reais e o de 16GB fica por 699 reais.

Completando as novidades menos importantes dos iPods estão a extinção do modelo iPod Classic de 80GB, que foi substituído pelo de 120GB e o de 160GB que foi substituido por absolutamente nada. O preço do modelo de 120GB é de 899 reais.


O iPod Touch. O que muda? Pouca coisa. mentira, tem bastante coisa bacana. Modelos de 8GB, 16 e 32 que custam 229, 299 e 399 dólares. O hardware tem a mesma tela, mudança na tampa traseira e já vem com o receptor para o Nike+, alto falante embutido e controle externo de volume. A atualização de firmware custa 10 dólares. Ele tem a função Genius, que se entendi direito, cria uma playlist de músicas afins. O barato de ter a função no próprio iPod que tem este suporte, é que dá para fazer a nova playlist no próprio tocador de música. Não precisa fazer no iTunes e depois sincronizar. Dá pra fazer ali, on the run!

Além das novidades de iPods, o iTunes foi para a versão 8. A novidade para os poucos países que tem acesso a loja iTunes, é a chegada de vídeos em alta definição e a volta da NBC. Além de novo conteúdo, o iTunes 8 tem a função Genius que é tupo uma pandora ou blip, sei lá. Sei que dá pra ficar preocupado, por que o iTunes passa a transmitir meus hábitos musicais para o QG para criar listas de músicas afins. Para ativar o gênio (genius) basta escolher uma música e clicar no botão da função. O que ele faz é criar uma lista de músicas que vão bem com aquela que foi escolhida.

Além do gênio da lâmpada (Por onde anda Christina Aguilera?) veio o novo visulizador de álbuns. No big deal, certo? Ah sim, além da função Genius tem a Genius Sidebar que recomenda músicas para serem compradas na loja iTunes. Mais novidades podem ser vistas no site da Apple para o iTunes 8.

Informações retiradas do site da Apple, IDG Now, Mac Magazine, Apple Insider e Engadget.




Próximo Artigo

Leia Também


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: