Reconhecimento facial disponível para todos




NewImage

O mundo anônimo está com os dias contados e isto pode ser bom ou ruim. Do ponto de vista de controle e judicial, é ótimo, pois será muito fácil identificar atos hoje impossíveis cometidos por pessoas de maneira “anônima”. 

Por outro lado é ruim, pois pequenos desvios podem condenar uma pessoa e mudar sua vida, mas voltemos as partes boas da história. Reconhecimento Facial é uma das tecnologias que acabam com o anonimato. Quase.

Softwares que reconhecem rostos não são coisas da NASA e estão disponíveis em celulares e na maioria dos softwares que se propõe a arrumar fotos de câmeras digitais. O pulo do gato é associar um rosto a um nome. Para isto é necessário uma base de dados.

O que o artigo da Fast Company indica é que o reconhecimento de faces, gênero e pessoas não é mais tecnologia distante e sim algo que qualquer desenvolvedor pode implementar. E isto é grátis. O serviço que ganha destaque neste mercado é o Face++. Sim, grátis e acessível através uma API que pode ser usada e implementada para qualquer uso. A Lenovo, por exemplo, usa esta tecnologia para permitir acesso ao computador através do uso da webcam.

Apesar de grátis e de funcionar bem, ele não é perfeito e pode falhar miseravelmente indicando, como dito no artigo, que um sujeito de barba ruiva é na verdade uma mulher afro-descendente. Se você tem um projeto que pretende usar controle de acesso facial ou pretende fazer reconhecimento de pessoas e depois ligar aos perfis do Facebook, pode tentar usar o Face++ ou os outros que estão listados no artigo da Fast Company. Não custa também fazer uma pesquisa no Google e ver outras alternativas.




Leia Também


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: