Renault Duster: O novo SUV do brasileiro




myWPEdit Image





Quem diria que um carro da Renault seria líder de seu segmento? É exatamente isto que está acontecendo. A Renault sempre foi bastante tímida em suas vendas e aqui no Brasil, cola o seu logotipo em carros que são produzidos por outras empresas do seu grupo na Europa.



Este carro em especifico é fruto da Dacia, e depois de passar por ajustes visuais e também no motor, ele desembarca por aqui com nome da Renault. Com este nome ele passa a ser produzido no Brasil e é voltado para os mercados Sul Americanos, porém ele também pode ser vendido em outros mercados menos importantes como Russia, Ucrânia, Oriente Médio, Asia e África.



Hoje o mercado de SUV popular no Brasil é tomado por Ford Ecosport e Hyundai Tucson. Dois projetos bem antigos e ultrapassados. Tanto que a Ford já trabalha na próxima geração do Ecosport que está todo sendo projetado no Brasil e será um carro mundial. Já o Tucson é um carro que não é mais fabricado na Coréia. Aqui ele explora o modelo econômico bizarro que faz com que se produza um determinado bem a sua exaustão e apenas gerar lucro, sem investir muito em sua evolução.



Este fenomeno pode ser visto quando duas gerações continuam existindo ao mesmo tempo. Basta ver o exemplo de Palio, Corsa, Fiesta apenas para apontar alguns…



Voltando ao Duster, ele foi lançado com preços realmente convidativos, se é que os valores entre 50 e 65 mil podem ser considerados assim e oferece algo que boa parte dos consumidores, ou melhor, mulheres procuram. Um carro compacto, mas um pouco mais alto.



Motor economico ele também tem. São duas opções na verdade. Um 1.6 flex, que é fraco para o tamanho do carro e requer trocas de marchas constantes e um 2.0 que oferece a opção de câmbio automático, ainda que extremamente ultrapassado com apenas 4 marchas. Assim como os concorrentes, uma versão 4×4 pra quem quiser usar o SUV fora de estrada pra valer, mas este tipo de carro é mais para ser usado no asfalto mesmo.



Eu não gosto do Duster. Ele é novo e é baseado na plataforma do Logan e Sandero, dois carros que eu acho bonitos por fora, mas o Duster pra mim é uma aberração. Por dentro é ainda pior, mas verdade seja dita, ele é plástico como os seus concorrentes e se for para ver com quem ele concorre, não tem como admitir que ele é a melhor opção, tanto que ele se tornou o mais vendido em poucos meses em que está no mercado.



Se você quiser conhecer melhor o SUV da Renault, recomendo ler o artigo do O Globo ou no G1.







Via WebMotors.




Leia Também


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: