Safari fotográfico tecnológico




Nestas férias eu passei por 3 aeroportos e passei por 5 hotéis (mas fiquei hospedado em um único). Quando sai de casa pensei em fazer um safari fotográfico com foco em tecnologia. Imaginei que seria interessante tirar fotos para registrar todo aparato de tecnologia que eu encontrasse.

Por que? Oras, natal passado foi o natal dos notebooks. Muita gente tem também iPods e grande parte dos aeroportos e hotéis oferecem acesso via wifi. Pensei em escrever a respeito mostrando fotos, mas fiquei um pouco acanhado de sacar minha câmera digita nova (uma sony W35) para registrar os flagrantes de uso de tecnologia em público.

Os 3 aeroportos que visitei foram o do Galeão, aqui no Rio, o de Salvador, e o lindo aeroporto de Brasília. Nestes 3 aeroportos vi pessoas com notebook. Em salvador eu contei pelo menos 20 notebooks dos mais variados modelos e tamanhos. Desde pequetitos de 12″ da toshiba, até os mais populares como HP e Dell. Nenhum da Apple.

Em Brasília a quantidade não cabia nos dedos. Era uma quantidade incontável. Se em Salvador todos usam seus notebooks sentados nas cadeiras do aeroporto, em Brasília as pessoas se sentavam até no chão. Todas espetados nas tomadas que existiam nas colunas, energia grátis é melhor do que internet grátis? hum…

Aqui no Rio a quantidade de notebooks foi bem menor. Vi apenas três. O melhor momento foi o da imagem ao lado. Seria ótimo colocar o título nela de “Como pegar o melhor sinal de wifi”, mas na verdade o moço estava fazendo manutenção no Access Point que ficava no teto. O óbvio a se perguntar nesta foto é por que raios o cara não pegou um cabo maior para acessar o AP ao invés de ficar se equilibrando com o notebook em cima da escada. Tirei a foto em salvador.

Outra boa que eu vi, mas não tirei foto, por que eu estava cansado e o aeroporto estava lotado, foi em Brasília. Lá existem umas maquinetas com rodas que contém computadores para acessar a internet. Não perguntei o preço, mas achei a idéia ótima!

Por fim, vamos de iPods. Vi vários. De todas as idades, tamanhos e formas. No vôo de volta de Brasília para o Rio na minha fileira era 3 iPod (incluíndo o meu). Dentro do avião ainda contei um MacBook branco (o único que eu vi na viagem inteira), um notebook da HP rodando AutoCAD (diversão estranha, não?), um iPhone e ainda uns 3 players de DVD.

Eu não saquei meu iPod, nem meu MBP em nenhum momento. Meu pai até me perguntou, por que eu não testei o acesso via wifi nos aeroportos e logo expliquei: “Você está vendo outro MBP? Não! Vai chamar a maior atenção eu usar o meu lindo e maravilhoso MBP aqui neste saguão.” Sem falar, que morando no Rio, eu sou totalmente paranóico e nenhum aparato tecnológico caro deve ser mostrado em público. Pelo menos se você quiser continuar sendo dono dele durante um bom tempo.

Agora que me dei conta que eu realmente deveria ter tirado foto disto tudo, não? Eu sou um mané. Um mané paranóico.




Leia Também


Deixe um comentário

2 Comentários

  1. Interessante o seu post, quando viajo costumo reparar nos aparatos eletrônicos como você fez, geralmente chego as msms conclusões, mts notebooks mas quase nunca um Apple. Me surpreendi da última vez que estive em congonhas, em menos de 2 hrs lá eu vi uns 3 macbooks mas nenhum pro como o seu (e o meu tb). Quanto ao wi-fi nesses aeroportos, é gratuito? Em Guarulhos é pago. Estou mal acostumado com a vida aqui na Flórida, todo McDonald’s quase tem wi-fi livre.. Esperamos ansiosamente que esse dia chegue ao Brasil.

    É a minha primeira visita ao seu blog, graças ao podcasto do Guileite, gostei bastante e vou começar a visitar sempre.

    []’s

    Responder
  2. olá homônimo! 😀

    Normalmente estes wifis de aeroporto são todos pagos. Dificilmente alguém deixa um wifi assim liberado. A cobertura da maioria destes aeroportos é da Vex. Aqui alguns Bob’s tem wifi e estes Hotspots são da Vex também.

    Como eu não cheguei a sacar o MBP para conferir e não tive a curiosidade para perguntar, não posso afirmar se são grátis ou não. A aposta é que não sejam mesmo…

    Seja bem vindo ao blog. Se tiver sugestões e críticas é só mandar bala! 😉

    Responder

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: