Servidor com problemas no Apache? Resolva!




Desde domingo o bernabauer.com vem baleando. Estranhamente, algum limite do serviço vem sendo exercitado causando indisponibilidade ou lentidão. Eu confesso que sou um sysadmin fraco, mas após muita tentativa e erro, acho que ontem à noite consegui determinar uma possível causa. De domingo até hoje conversei com Leo Faoro e Cris Dias que avaliaram todas as informações que eu passei e me ajudaram a sair desta tormenta.

Não tenho certeza sobre o diagnóstico que eu mesmo me dei ontem durante o jogo, mas acredito que já sei quais são as condições que derrubam o meu blog. Hoje será mais um dia de testes e o template anterior deve voltar em breve. Enquanto faço os testes, o blog ficará com esta cara básica e sem graça.

Abaixo listei algumas das atividades que fiz durante estes dias e você pode fazer também em caso dos limites da sua hospedagem forem exercitados.

  • Descarte todos os arquivos do wordpress
    Parece coisa de maluco, mas eu já fiz isto anteriormente e funcionou. Servidores podem ser invadidos com diversas técnicas e arquivos do wordpress são substituídos para fazer SPAM ou servir vírus.
  • Analise estatística de acesso
    Olhar de maneira crítica a estatística de acesso ao seu blog é fundamental. Às vezes o problema é que o seu blog virou sucesso e está sendo muito acessado. Analisando os dados como pageviews por dia e também quais os artigos mais acessados ou quantidade de artigos acessados por dia são bons números que te ajudam. Uma coisa que me ajudou muito foi o Woopra que me dá estatística em tempo real.
  • Analise logs do servidor
    Não adianta fugir. Você vai precisar aprender a acessar seu servidor via SSH e ficar olhando os logs procurando por erros. Talvez tão difícil quanto achar os logs é interpretá-los. Não adianta você pegar estes logs e tirar alguma conclusão se você não sabe o que ele quer dizer. Talvez você precise pesquisar ainda mais na internet para saber se as mensagens de erro são a causa do seu problema. Um dos logs mais importantes a serem analisados são os logs gerados pelo PHP, pelo Apache e também o log de código de erro 404. Arquivos faltantes podem tornar o wordpress um vilão inesperado. Conversando com o CrisDias aprendi que a falta do favicon.ico pode ser uma dor de cabeça…
  • Troque o tema
    Da mesma maneira que você deve descartar os arquivos .php do WordPress, o seu tema também pode ser a causa do problema. Ele pode ter sido injetado com códigos maliciosos e se você não quer gastar tempo analisando, apenas troque. É fácil e rápido.
  • Não se iluda
    Os provedores de hospedagem oferecem muito por preços atrativos, mas a grande pegadinha é o atendimento/serviço. A maioria dos provedores oferecem servidores não gerenciados. Traduzindo para o bom português, ou melhor, português coloquial, isto quer dizer que eles mantém o servidor ligado e com acesso à internet. O suporte para o linux não vem incluído no preço e determinar a causa do meu problema, por exemplo, não faz parte da lista de serviços que a Media Temple oferece. São poucos os provedores que te “vendem” servidores e também te entregam um bom sysadmin junto no pacote.
  • Utilize ferramentas de monitoração
    Como todo consumidor, assim que o problema no meu servidor abri um tiquete de suporte, mas as respostas eram frustrantes e naturalmente terminavam com a recomendação óbvia de upgrade de plano. É chato escutar este tipo de solução, mas em alguns casos é realmente a única solução. Em uma das mensagens que recebi da equipe de suporte veio com diversas dicas de como monitorar o servidor. A que eu mais gostei é a VPSINFO. É uma simples arquivo .php que você deve colocar numa pasta protegida por senha no seu servidor. O que ele faz é mostrar o resultado do comando TOP, PSTREE e NETSTAT numa página web. O chato é que se o Apache morrer, esta ferramenta não funciona, porém ela economiza telas no seu monitor. Você não precisa abrir diversas sessões de SSH para ter o resultado que o VPSINFO te dá.
  • Plugins: DESATIVE!
    Plugins são ótimos para economizar trabalho, mas podem ser vilões também. Para testar, desative TODOS. Se o problema desaparecer, a causa pode ser um deles. Ative depois um por um e dê preferencia para ativar primeiro o akismet seguido pelo seu plugin de cache. Depois siga com os mais importantes.

Se nada resolver, procure ajuda de outro blogueiro mais experiente e compartilhe seus problemas. É certo que alguém já passou por algo similar.




Artigo Anterior

Leia Também


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: