Skolbeats foi feito pela internet





A nona edição do Skol Beats, um dos maiores eventos de música eletrônica do país, acontece hoje de forma inovadora. Pela primeira vez o festival teve suas atrações escolhidas pelo público através do site www.skolbeats.com.br, desenvolvido pela Garage, a agência digital da Skol.

O site do evento, que entrou no ar em abril, teve picos de audiência de mais de 1,3 milhão de usuários únicos no último mês. Praticamente todas as atrações pedidas pelo público estarão presentes no evento. Através de um fórum de discussão entre internautas, comunidades e blogueiros, o público também escolheu o local da festa – o Anhembi, em São Paulo. A iniciativa digital contemplou também um fórum de debates e um portal de conteúdo sobre a cena eletrônica. No dia do evento, o www.skolbeats.com.br veiculará de hora em hora vídeos de cada uma das atrações, além de entrevistas exclusivas com os DJs presentes. Além disso, graças a uma rede de colaboradores, o evento será acompanhado em tempo real pelo Twitter.

“A Skol sempre teve em seu DNA a interação direta com o público jovem. Nós extrapolamos essa experiência na internet, de modo a construir um evento 2.0, feito totalmente em parceria com o público”, afirma Max Petrucci, sócio da Garage. “Ao transformar o www.skolbeats.com.brnuma rede social, fizemos com que o evento se tornasse uma conseqüência da interatividade do público na web”, diz ele.

A Garage também desenvolveu para a Skol o primeiro aplicativo de uma marca no Brasil com a tecnologia Open Social, que tem a chancela do Google e está disponível em redes sociais como o Orkut e o MySpace. “O Skol Beats acontece só num dia, mas o site e as iniciativas digitais têm vida própria durante meses”, diz Claudia Quintas, diretora de atendimento da Garage. “Isso só foi possível graças a uma visão inovadora das possibilidades da Internet, um conceito criado entre nós, a B/Ferraz e a AmBev”, afirma.




Leia Também


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: