Transformando o mundo em um lugar interativo




A marca registrada do estúdio carioca 32Bits é a criação de experiências interativas que combinam arte, tecnologia, informação e entretenimento, seja em um museu, exposição, evento ou empresa. Para alcançar o melhor resultado, o time comandado por Daniel Morena, Nei Caramês e Danilo Medeiros não despreza nenhuma possibilidade tecnológica, seja essa um “hack” do sensor Kinect ou a customização total de uma placa arduíno. É uma equipe multidisciplinar com cerca de vinte pessoas, que reúne engenheiros, programadores e designers. “O nosso grande desafio é encontrar a maneira mais interessante e atraente de exibir informações”, explica Daniel. 

32Bits  Diretoria red

Entre os trabalhos mais recentes da 32Bits estão a nova Sala de Troféus do Fluminense, instalações para o evento Rio +20 e para o Museu das Telecomunicações do Rio de Janeiro (Oi Futuro Flamengo), a Global Room da agência de publicidade Africa – um ambiente para monitorar em tempo real  canais de TV, redes sociais e as notícias mais importantes do mundo dos negócios em um só lugar, e a interatividade criada para um stand da Samsung feito especialmente para o festival de música eletrônica Sónar, onde os visitantes podiam experimentar a sensação de serem VJs por alguns momentos.

Confira abaixo algumas das criações da 32Bits: 

Sala de Troféus do Fluminense Football Club

32 Bits  Fluminense E

Entre os destaques da exposição permanente, uma linha do tempo interativa, movimentada graças a um sensor de presença, e um espelho virtual que exibe as principais camisas do Fluminense ao longo dos anos. As taças, no coração da Sala, agora são exibidas com fotos e a memória dos jogos e das competições em que foram conquistadas.

 

Global Room Africa 

Desenvolvida pela 32Bits para a agência Africa, de Nizan Guanaes, o projeto utiliza o estado da arte da tecnologia para monitorar em tempo real  canais de TV, redes sociais e as notícias mais importantes do mundo dos negócios em um só lugar. Contando com equipamentos de áudio e vídeo de alta definição, um video wall de 3m x 1,5m e uma suíte de software desenvolvida especialmente pela 32Bits, a Global Room permite também que a agência realize apresentações comandadas por gestos captados por um sensor Kinect, da Microsoft.

O monitoramento das principais redes sociais é realizado através de um software especialmente desenvolvido  que permite a busca de marcas, termos e hashtags. As imagens, textos e vídeos encontrados na internet são animados em tempo real no video wall, criando um verdadeiro mosaico interativo com a “gestalt” dos termos selecionados nas redes sociais. O controle da sala é feito por outro software desenvolvido para iPads – tanto os equipamentos da sala quanto os softwares da suite são controlados pelo tablet.

 

Rio +20 – Pavilhão Brasil

Várias instalações foram criadas para que o público formador de opinião e o público em geral do evento tivessem acesso às ideias, propostas e desafios enfrentados pelo Brasil na busca por um desenvolvimento sustentável e socialmente justo. Entre os destaques, a “Festa da Inclusão”, uma mesa com tambores que, ao serem tocados, mostravam as conquistas sociais alcançadas pelo Brasil nos últimos anos, “Tatu”, uma multiprojeção que mostrava personagens cujas vidas foram transformadas pela ação de programas sociais públicos, como o Bolsa Família, o “Mapa das Oportunidades”, um mapa interativo na qual os visitantes podiam ver as diversas oportunidades de economia sustentável no Brasil e “Luz para Todos”, instalação com luminárias que, ao serem acesas, disparavam vídeos sobre o projeto social de mesmo nome e os avanços na área de energia e infraestrutura no Brasil

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.