Tudo sobre carro elétrico




O carro elétrico é exatamente o que você acha que ele é. Um carro que tem um motor elétrico para se movimentar e utiliza baterias, mas pode utilizar células solares ou até mesmo um gerador. Em alguns casos existe também o caso da energia para o motor elétrico vir de super capacitores, mas este é um caso a parte e não é comercialmente viável.

Por que existe tanta badalação em torno dos carros elétricos. Caso certo mesmo é que o pessoal está fazendo o marketing por trás e está funcionando. Tem muita gente querendo e fazendo pressão para que os carros elétricos sejam disponibilizados, mas eles não são novidade.

No final do séculos 19 e começo do século 20 a eletricidade era o método preferido para fazer carros se moverem. Tudo por que o motor a combustão interna era pouco desenvolvido, causava medo e não existia muito combustível disponível. Por questões óbvias, a eletricidade acabou dando lugar para a gasolina e por muitos anos, pouco foi feito para a tecnologia voltar aos carros.

Os principais desafios de usar eletricidade nos carros é o armazenamento e o tempo de recarga. Baterias sempre foram muito pesadas e na última década houve um salto significativo na tecnologia de baterias, com novos materiais e novos processos de fabricação. A capacidade de carga aumentou, o risco de explosão diminuiu e o temido efeito memória sumiu do mapa. Uma coisa porém não deixou de acontecer. O tempo de vida da bateria vai diminuindo com o tempo. Após um certo números de ciclos de carga a bateria precisa ser substituída por que ela não consegue mais armazenar o mesmo tipo de carga de quando ela era nova.

Hoje existem alguns modelos que estão disponíveis para você comprar, porém as legislações de cada país é que rege se o carro é uma alternativa viável ou não. Nos EUA por exemplo o governo dá incentivos na forma de relaxamento na cobrança de impostos na hora de comprar o carro. Por que isto é necessário? Por que um carro elétrico é mais caro que um carro normal por conta do custo das baterias. E ninguém está disposto a pagar mais por um carro elétrico e economizar na hora de reabastecer (recarregar), ainda que este carro seja mais ecológico.

Para ter uma idéia de quanto o governo americano está comprometido com o carro elétrico. O Nissan Leaf custa 32.780 dólares. O governo federal dá 7.500 dólares de troco e o governo estadual da Califórnia dá mais 5 mil dólares de troco. O que faz com que o carro acabe custando 20.280 dólares.

Aqui no Brasil o governo do Lula adiou a conversa sobre o carro elétrico e isto pode ser muito custoso ao Brasil. Se nos demais países os governos se articulam para aproveitar o começo deste novo ciclo tecnológico, o Brasil adia a discussão por conta do etanol, que é um engodo dos anos 80. Quanto mais tempo demorarmos, pior será, por que a maioria das montadoras já terão feito suas parcerias e construído as principais fabricas para produção de baterias e outros componentes que se fazem necessários nos carros elétricos. Nos restará apenas importar os modelos prontos e se contentar com fabricas de segunda linha que produzirão baterias “genéricas” para substituir as originais.

O Governo Brasileiro iria ver como iria incentivar os carros elétricos no Brasil e a definição seria de que o governo teria linhas de créditos e também renúncia de impostos de importação que chegariam à zero até maio deste ano, mas parece que a coisa toda só ficou na promessa.

Quais empresas tem carros elétricos hoje?

  • Mitsubishi
  • Nissan
  • Renault
  • GM
  • Ford

Nissan Leaf

O carro da Nissan é o pequeno e estranho Leaf. Nome ecológico e preço acessível. Custa em torno de 25 mil dólares nos EUA e será fabricado em 3 países. No Japão, onde ele já é produzido, nos EUA a partir do final de 2012 e na Inglaterra em 2013. O preço dele gira em torno de 44 mil dólares, sendo que nos EUA ele acaba sendo mais barato por conta dos incentivos do governo. Segundo as informações na wikipedia o seu alcance em km, por conta da carga de bateria pode ser de 76 ou 222 km. No anda pára de uma cidade engarrafada e com calor de 30ºC seu alcance é de decepcionantes 76 km. Já em estrada com temperatura de 20ºC o alcance, sem o uso do ar condicionado chega à 222 km.

O alcance que as baterias do Leaf oferecem parecem pequeno, mas vendo a lista dos carros elétricos movidos à bateria ele está próximo de ser vencedor, pelo menos pro seu tamanho.

Chevrolet Volt

O GM Volt é outro carro moderno que promete ser um carro normal, mas movido ao motor elétrico. Ele é um carro um pouco diferente. Apesar de ter o motor elétrico para fazer o carro se movimentar, ele tem também um gerador, por isto seu alcance utilizando as baterias são pífios 56 km. O gerador é um motor de combustão interna de 1.4L e quatro cilindros. Seu preço de lista é de 40 mil dólares. Juntando o alcance das baterias com a capacidade do tanque de gasolina que alimenta o gerador o alcance do Volt é de 610 km. Isto quer dizer que o seu consumo km/l fica em torno de 15 km/l porém não sei se fiz a conta certa. O verbete da wikipedia é um tanto confuso por conta também da GM ter usado certas bravatas para divulgar o consumo surpreendente do carro.

Renault Fluence Z.E.

Se este carro tivesse pretensões de ser vendido no Brasil seria chamado de zé, mas ele não será vendido fora da Europa. Este ano ele está voltado para ser vendido primeiro em Israel e Dinamarca e depois o resto da Europa. Outro carro da Renault terá uma versão elétrica. Será o carro comercial Kangoo Express Z.E.. Por conta da Renault fazer parte do conglomerado da Nissan, ou seria o contrário? Bem, as baterias destes dois carros serão fornecidos pela Nissan que tem (ou terá, já que algumas ainda estão em construção) fábricas na França, Reino Unido, Portugal, EUA e Japão.

A Renault adotou uma estratégia interessante para a venda do seu carro elétrico nos EUA. Ao invés de vender o carro com a bateria, você compra apenas o carro, o que diminui bastante o seu custo. O Fluence deve ser vendido por lá por menos de 20 mil dólares. A bateria por outro lado será oferecida no esquema de leasing. Isto garante que você pode trocar de bateria no final do contrato e a Renault consegue dar destino correto e reciclar as baterias diminuindo o custo para todo mundo e ainda preservando o meio ambiente. Parece ser uma solução vencedora.

Mitsubishi iMEV

Sem direito de competição, este carro é o mais feio de todos, porém é o mais antigo entre os elétricos. Disponível desde 2009 no Japão, a Mitsubishi aposta no pequenino iMiEV para a Europa e América Latina. Eles tentam fabricá-lo aqui no Brasil, mas por conta dos nossos impostos ele é inviável. Até mesmo sua importação é proibitiva. Ele custaria quase a mesma coisa que um Hyundai iX35. O que você vai preferir? Confessa! 😉

Seu alcance é em torno de 160 km e o preço de mercado antes dos incentivos dos governos é entre 45 e 50 mil dólares. Veja mais aqui.

Ford Focus

No final do ano chega o modelo elétrico da Ford. Assim como o GM Volt, as baterias são fornecidos pela LG, porém com uma diferença em relação ao Nissan Leaf. No caso do Ford Focus, as baterias terão refrigeração/aquecimento através de um líquido. No caso do Leaf a refrigeração das baterias é feita por ar. Preço ainda não foi determinado, porém o alcance que a bateria proporciona são em torno de 120 km.

Resumo da história

Carros elétricos voltaram para ficar, porém não espere que a sua garagem tenha um carro elétrico nos próximos 5 anos. Lá fora isto pode até ser uma realidade, porém ainda tem muita coisa que precisa acontecer para os carros elétricos tomarem o mercado de assalto. O alcance que as baterias oferecem ainda é pequeno se comparado com um tanque de gasolina, o que limita a utilização do carro aos grande centros urbanos.

Seu custo ainda é superior aos carros atuais e dependem de incentivos. Por conta do custo mais alto sua produção também ainda é pequena o que torna ele viciosamente mais caro. Enquanto os países desenvolvidos se desdobram para achar a fórmula correta para explorar a nova tecnologia, nós ficamos de fora esperando a receita ser encontrada para usar depois por aqui.

Eu adoraria ter um carro elétrico e colocá-lo para carregar todo dia quando chego em casa de maneira automatizada, porém este sonho ainda está algumas décadas de virar realidade.




Próximo Artigo

Leia Também


Deixe um comentário

2 Comentários

  1. Faltou comentar sobre os carros Híbridos, como o Toyota Prius

    Responder
  2. Johnny

     /  28/04/2011

    CARA, É INACEITÁVEL O BRASIL FICA DE FORA DESSE DESENVOLVIMENTO TECNOLOGICO, PRIMEIRO VAMO GASTAR BILHÕES IMPORTANTO CARROS ELÉTRICOS, AE DEPOIS Q A TECNOLOGIA JA VAI ESTA ESTABILIZADA NO MUNDO, NOS PASSAREMOS A PRODUZIR CARROS ELETRICOS E NÃO VENDEREMOS PARA O MERCADO INTERNACIONAL PERDENDO BILHÕES, TA DIFICIL A GRANA SÓ SAI DO BRASIL…. QUEREMOS O CARRO ELÉTRICO JA EM 2012…!!!!!!!!!!!!!

    Responder

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: